fbpx

Japamala: moda ou ferramenta pra meditar?

O Japamala é um objeto antigo de devoção espiritual, um tipo de rosário, usado nas tradições orientais como hinduísmo e budismo para contar o número de vezes que um mantra é recitado, contar as respirações feitas durante a meditação, e também para a proteção contra energia negativa.

Na sua ocidentalização o Japalama virou um elemento de moda, fortemente ligado à cultura do Yoga ele acabou sendo utilizado mais como um acessório de beleza oriental que como uma porta de entrada à prática de meditação. Muitos objetos do tipo sofreram modificações, tanto nas formas quanto nos usos, mais na verdade trata-se de poderosas ferramenta de meditação e prática da espiritualidade.

A palavra Japamala vem do sânscrito onde “jap” significa “murmurar, sussurrar” e “mala” quer dizer “cordão, colar”.

Podem ser confeccionados com sementes de Rudraksha (Lágrimas de Shiva) ou com diversos materiais e decorado de inúmeras formas. Um Japamala é geralmente composto por 108 contas (ou divisores deste número 54, 27, 18, 9) e o “meru”, conta central que marca o início e o fim do mala.

Você pode usá-lo do seguinte jeito:

  1. Apoiar sobre os três dedos (médio, anelar e mínimo) que representam os 3 gunas (Rajas, Tamas e Sttva). Isso sugere que nesse momento você está além da interferência dessas 3 energias, está num estado de Pratyahara (internalização dos sentidos).
  2. Com o polegar vai passando as contas até que chegue no meru.
  3. Você pode dar quantas voltas quiser no mala, mas evite usar o dedo indicador porque ele está ligado ao ego.

Boa prática!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *